Presunção e água benta

Já viram os cartazes das candidaturas às freguesias do PS?

Há dois modelos. Um para as freguesias em que são poder:

Urgezes

Brito

Eu sei que estes cartazes vêm em linha com o que o PS está a fazer a nível municipal. A narrativa é uma: “nós (PS) somos a excelência, tudo o que de bom Guimarães tem deve-o a nós, e apenas connosco Guimarães irá continuar assim”.

O outro modelo é para as freguesias em que são oposição:

SãoTorcato

Se os primeiros já são infelizes, nos das freguesias em que são oposição é que a porca torce o rabo! É que não são os candidatos que se põem numa perspetiva de humildade e que pretendem granjear a escolha dos Vimaranenses. Os Vimaranenses dessas freguesias “infiéis” é que devem reconhecer as suas limitações e escolhas passadas e humildemente ansiar estarem à altura dos inestimáveis candidatos que o PS se dispôs a oferecer-lhes!

Porque não é a Gabriela Nunes nem o Jorge Cristino que, pelas suas capacidades, trabalho, dedicação de anos às freguesias a que se candidatam, merecem servir os Vimaranenses. Os Vimaranenses é que merecem pôr no poleiro tais figuras! Sem mais.

Como diz o ditado… Presunção e água benta, cada um toma a que quer.