Os números de Guimarães: turismo (1)

Portugal tem batido recordes no turismo. O Norte tem batido recordes no turismo. E Guimarães, como se tem posicionado a nível de evolução do turismo?

Há fatores locais que apontam para a excecional posição competitiva de Guimarães no turismo: fomos Capital Europeia da Cultura, temos um Centro Histórico classificado como Património Cultural da Humanidade pela UNESCO, e a marca indelével de Guimarães na História de Portugal. No entanto, de que forma particular é que esta excecionalidade de Guimarães se traduz nos números do turismo?

Analisando os dados da capacidade de alojamento nos estabelecimentos hoteleiros, vemos que Guimarães aumentou a capacidade em 43% de 2009 até 2015 (último ano com dados disponíveis no INE – salvaguarda-se a quebra de série que houve em 2014). Comparando com a evolução dos municípios do Quadrilátero, a relação mantém-se: Guimarães ocupa a segunda posição, tendo em 2015 cerca de dois terços da capacidade de alojamento de Braga. Um dado importante é o desempenho da região Norte como um todo neste mesmo período, em que a capacidade de alojamento cresceu 44%.

capacidade de alojamento

Sendo o aumento da capacidade instalada um bom proxy do crescimento do turismo, importante também é analisar a efetiva utilização dessa capacidade. O indicador disponibilizado pelo INE é o da taxa líquida de ocupação cama nos estabelecimentos hoteleiros. Também aqui Guimarães mantém a segunda posição, tendo, no entanto, descido ligeiramente a taxa de ocupação no período em análise, de 34% em 2009 para 31% em 2015 (dados INE; quebra de série em 2014). O dado mais relevante, para além da comparação entre municípios, é a comparação com a tendência da região Norte, apresentando Guimarães uma taxa líquida de ocupação inferior à da região a partir de 2011, e com exceção para o ano de 2012.

taxaocupação

 

Dos dados analisados resultam algumas conclusões óbvias:

  • O turismo tem crescido significativamente na região.
  • Dentro do Quadrilátero Urbano há diferentes velocidades; a dimensão do turismo em Braga e Guimarães é significativamente superior a Barcelos e Vila Nova de Famalicão.
  • Guimarães teve um ano excecional em 2012. Mas retirando esse ano anormal, o crescimento dos indicadores em Guimarães tem sido inferior aos da região Norte (tanto em capacidade de alojamento como principalmente na taxa líquida de ocupação cama).

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s